Equipamentos

Ferramentas para furar rochas

ferramentas

O que precisamos para furar rochas?

A escolha na hora de comprar uma ferramenta para realizar a difícil tarefa de abrir vias ou instalar ancoragens em rocha vai muito além do preço.

Antes de entrar de fato nos modelos uma breve explicação!

Pior cenário granito ou basalto pode ter uma resistência superior a 180 mpa de dureza. Para se ter uma ideia de dureza quando falamos em concretos de alta resistência falamos de uma dureza de 50 mpa e grande parte de nossos edifícios são construídos com concreto que varia de 25 a 40 mpa de dureza. Portanto furar um granito ou basalto não é tarefa para qualquer ferramenta.

Também vale alertar sobre o funcionamento das furadeiras / marteletes rotativos elétricos que utilizam sistema de escovas de carvão. Elas são de extrema importância para o funcionamento das máquinas, pois conduzem a corrente elétrica.  É necessário remover e verificar as escovas de carvão regularmente!

Porém hoje em dia muitas furadeiras não utiliza este sistema o que é bem melhor e mais seguro, mas se você optar por comprar uma que ainda use este sistema deve ficar atento a manutenção da máquina antes de sair para uma “trip”.

Furação manual:

Basicamente o que precisamos é um bom martelo e o batedor que pode ser para encaixar uma broca de furadeira ou então encaixar o próprio parabolt que já possui uma espécie de broca na ponta. E é claro ter a técnica e ser capaz de fazer e para isso é preciso uns bons furos de teste antes, porem dependendo da rocha são materiais bem confiáveis e que suportam bons esforços que possibilitam segurança no ponto de ancoragem, vide especificações abaixo:

SPIT padrão ROC = Ø 8. Res. E.: 31 kN. Res. T.: 22,5 kN.

Agora sim, as furadeiras à bateria

Faremos um paralelo entre as 4 principais máquinas do mercado comparando suas especificações, são elas:

Bosch Modelo GBH 36 V-LI Professional, DeWalt modelo DCH133M2-B2, Makita modelo DHR242RFE e worx modelo WX 390.1

Conclusões sobre o comparativo:

  1. Peso é algo muito importante devida a ter que carregar por grandes distancia.
  2. O formato vale a pena pensar, quanto mais curta melhor, pois ajuda a não ter que se afastar muito da parede para empunhar corretamente a ferramenta.
  3. A potência da bateria é o que vai diferenciar pela quantidade de furos capaz de fazer.
  4. Diâmetro das brocas que encaixam na máquina precisa ser pensando principalmente se for uma furadeira para trabalho onde se faz bastante furos tamanho 16 mm e até 20 mm.
  5. A questão da rotação serve para fazer furos em diferentes materiais, por exemplo, ao se furar vidro ou porcelana é preciso utilizar uma baixa rotação, alguns tipos de rocha também é importante este controle, pois ao girar demais pode destruir a broca e não perfurar o material.Existem máquinas que possuem um melhor controle desta velocidade no gatilho outras não, vale a pena conferir isto antes da compra.
  6. Impactos por minuto também vai depender do material a ser perfurado.
  7. A força de impacto deve ser levada bem em consideração, ela que facilitará ou dificultará seu trabalho, Ex. será muito mais fácil perfurar uma rocha com os outros 3 do que com a ferramenta da WORX devido a sua baixa força de impacto de 1,2 joules, o recomendado para granito é acima de 2,5 Joules.
  8. A para finalizar o quadro o preço, podem reparar que existe uma grande diferença entre eles porem eu particularmente preferi ter duas máquinas com o preço de uma, utilizo uma DeWalt e penso em comprar uma Worx pois uma completa outra, quando quiser uma máquina só por segurança uso a Worx quando for trabalhar instalando muitos pontos levo a DeWalt. E fica mais barato que comprar uma Bosch que é bastante conceituada no mercado mundial porem muito pesada.

Por ultimo mas não menos importante um pouco sobre parafuso da ancoragem.

Tabela CBA:

Tabela PBA:

Importante:

Soprar o furo para limpar senão a poeira pode agir como um grafite e fazer a ancoragens escorregar

Também vale lembrar sobre as misturas de materiais o que deve ser evitado, parafuso de aço carbono com ancoragem de aço carbono, parafuso de aço inox com ancoragens de aço inox, não iremos entrar nessa discussão pois isto será tema  de um artigo especifico e pode se procurar esta informação na internet como contaminação eletrolítica.

Autor: Alexandre De Meo Gazinhato ( Francês ) – Técnico em Segurança do Trabalho, jornalista, alpinista industrial IRATA, alpinista esportivo, membro do Clube Alpino Italiano, membro do Gruppo Speleologico  de Marche – Itália.

Bibliografia:

https://policenter.wordpress.com

https://br.dewalt.global/product/DCH133M2-B2

http://www.bosch-professional.com/br/pt/cordless-rotary-hammer-with-sds-plus-gbh-36-v-li-225591-0611900re2.html

http://www.makita.com.br/

http://www.palaciodasferramentas.com.br

https://www.petzl.com

Sobre o Autor

Alexandre (Francês) De Meo Gazinhato

Alexandre (Francês) De Meo Gazinhato mora em São Paulo, é técnico em segurança do trabalho, jornalista, alpinista industrial IRATA, escalador esportivo, presidente do conselho da Pedra do Francês (batizada assim em sua homenagem) e membro do Clube Alpino Italiano e Gruppo Speleologico de Marche da Itália.

Adicionar comentário

Clique aqui para comentar o post

Newsletter

Publicidade